sábado, 14 de janeiro de 2012

PASTOR IVAN AFIRMA QUE NÃO AUTORIZOU NEGOCIAÇÃO COM PASTOR MARTIM

CANDIDATO ASSEGURA QUE NINGUÉM ESTÁ AUTORIZADO A FALAR POR ELE

O pastor Ivan Gonçalves, um dos candidatos à presidência da Igeja Evangélica Assembléia de Deus do Rio Grande do Norte - IEADERN, em contato com o Blog A FORÇA DA ESPERANÇA, afirmou que mantém a candidatura e que não houve nenhum movimento que objetivasse a formação de uma chapa única com o pastor Martim Alves.
Para o pastor Ivan a sua postulação "nasceu através de uma orientação divina e, para retirar a postulação, necessitaria que o meu Deus assim me orientasse, o que não foi feito".
A afirmação do pastor Ivan Gonçalves vem logo após o Blog do Scarlack VEJA AQUI noticiar uma suposta negociação de sua assessoria com assessores do pastor Martim Alves.
O pastor Ivan Gonçalves ainda assegura que "qualquer assunto que diga respeito a eleição para a presidência da IEADERN é tratado comigo e não autorizo ninguém a falar por mim. Tenho responsabilidades com o meu Deus e com os companheiros do Ministério do RN".
Ainda falando de sua postulação o pastor Ivan Gonçalves lançou uma proposta aos companheiros de Ministério do RN, dizendo: "espero que cada companheiro ore, pergunte a Deus o porque de minha candidatura e assuma um compromisso de escolher aquele que for indicado por Deus".

3 comentários:

K.G. disse...

Amados

DANIEL 9

3 Eu, pois, dirigi o meu rosto ao Senhor Deus, para o buscar com oração e súplicas, com jejum, e saco e cinza.

4 E orei ao Senhor meu Deus, e confessei, e disse: Ó Senhor, Deus grande e tremendo, que guardas o pacto e a misericórdia para com os que te amam e guardam os teus mandamentos;

5 pecamos e cometemos iniqüidades, procedemos impiamente, e fomos rebeldes, apartando-nos dos teus preceitos e das tuas ordenanças.

6 Não demos ouvidos aos teus servos, os profetas, que em teu nome falaram aos nossos reis, nossos príncipes, e nossos pais, como também a todo o povo da terra.

7 A ti, ó Senhor, pertence a justiça, porém a nós a confusão de rosto, como hoje se vê; aos homens de Judá, e aos moradores de Jerusalém, e a todo o Israel; aos de perto e aos de longe, em todas as terras para onde os tens lançado por causa das suas transgressões que cometeram contra ti.

8 Ó Senhor, a nós pertence a confusão de rosto, aos nossos reis, aos nossos príncipes, e a nossos pais, porque temos pecado contra ti.

9 Ao Senhor, nosso Deus, pertencem a misericórdia e o perdão; pois nos rebelamos contra ele,

10 e não temos obedecido à voz do Senhor, nosso Deus, para andarmos nas suas leis, que nos deu por intermédio de seus servos, os profetas.

11 Sim, todo o Israel tem transgredido a tua lei, desviando-se, para não obedecer à tua voz; por isso a maldição, o juramento que está escrito na lei de Moisés, servo de Deus, se derramou sobre nós; porque pecamos contra ele.

12 E ele confirmou a sua palavra, que falou contra nós, e contra os nossos juízes que nos julgavam, trazendo sobre nós um grande mal; porquanto debaixo de todo o céu nunca se fez como se tem feito a Jerusalém.

13 Como está escrito na lei de Moisés, todo este mal nos sobreveio; apesar disso, não temos implorado o favor do Senhor nosso Deus, para nos convertermos das nossas iniqüidades, e para alcançarmos discernimento na tua verdade.

14 por isso, o Senhor vigiou sobre o mal, e o trouxe sobre nós; pois justo é o Senhor, nosso Deus, em todas as obras que faz; e nós não temos obedecido à sua voz.

15 Na verdade, ó Senhor, nosso Deus, que tiraste o teu povo da terra do Egito com mão poderosa, e te adquiriste nome como hoje se vê, temos pecado, temos procedido impiamente.

16 e Senhor, segundo todas as tuas justiças, apartem-se a tua ira e o teu furor da tua cidade de Jerusalém, do teu santo monte; porquanto por causa dos nossos pecados, e por causa das iniqüidades de nossos pais, tornou-se Jerusalém e o teu povo um opróbrio para todos os que estão em redor de nós.

17 Agora, pois, ó Deus nosso, ouve a oração do teu servo, e as suas súplicas, e sobre o teu santuário assolado faze resplandecer o teu rosto, por amor do Senhor.

18 Inclina, ó Deus meu, os teus ouvidos, e ouve; abre os teus olhos, e olha para a nossa desolação, e para a cidade que é chamada pelo teu nome; pois não lançamos as nossas súplicas perante a tua face fiados em nossas justiças, mas em tuas muitas misericórdias.

19 Ó Senhor, ouve; ó Senhor, perdoa; ó Senhor, atende-nos e põe mãos à obra sem tardar, por amor de ti mesmo, ó Deus meu, porque a tua cidade e o teu povo se chamam pelo teu nome.

Oscar Gomes Tindô Neto disse...

Essa ladainha desses pastores que se dizem "servos" de Deus já foi longe demais. Depois que a politicalha e a corrupção passaram a fazer parte da assembleia de Deus, esses pastores estão agindo tal como o papa de Roma, seus cardeais e padres.
Essa atitude de misturar politicalha e a corrupção com religião, irá levar muitos dos fiéis a se afastarem da igreja.

DIRETO COM A VERDADE disse...

ATENÇAO:
TEM UM PASTOR DA AQUI QUE ESTÁ SEPARADO DESDE Q ASSUMIU A IGREJA A ESPOSA DELE NAO DEU AS CARAS
ELE ESTÁ SEPARADO E CONTINUA NA IGREJA
A ESPOSA JA PEDIU O DIVORCIO
COM,O PODE UMA COISA DESSA
NUNCA VI ISSO NA MINHA VIDA
PASTOR SEPARADO DENTRO DA ASSEMBLEIA DE DEUS EM UMA CIDADE DO POTENGI