quinta-feira, 5 de julho de 2012

UMA RECEPÇÃO PARA DANIEL LEÃO

SONHO QUE TIVE COM DANIEL LEÃO
Há exatos sete dias reduzi minhas atividades e, em casa, cuido da saúde que andou me pregando um susto. Isto me impossibilitou de participar das atividades do 1º Seminário Internacional de Gênero, realizado entre os dias 28 e 30 de junho em Natal, promovido pela Federação Nacional dos Radialistas – FITERT e pelo Sindicato dos Radialistas do RN – SINTERT, entidade que presido.
Em uma de minhas poucas incursões fora de casa fui à empresa onde trabalho – Rádio Nordeste Evangélica. Lá fui informado do falecimento de Daniel Leão, filho dos pastores Nizomar Antunes e Sônia Leão e irmão de duas jóias raras: Patrícia e Sara.
Na noite/madrugada de segunda para terça-feira, sonhei.
Estávamos, eu e um grupo de pessoas, em um largo em formato de V (funil).
Aguardávamos uma solenidade que parecia com o que costumamos chamar de “Ordem Unida”.  Era algo que lembrava uma parada militar. Na praça que havia no meio do largo havia um grupo de homens, perfilados, todos de terno escuro.
De repente parava um carro. De dentro deste carro desceu Daniel Leão. Trajando um uniforme camuflado/escuro, com boina vinho, semelhante ao do Batalhão de Operações Especiais – BOPE, da Polícia Militar.
Quando ele desceu do carro um dos homens que estava perfilado trajando terno escuro se sobressaiu do grupo e foi recebê-lo. Cumprimentou e abraçou um Daniel sorridente e remoçado. Quando olho para o homem que recepcionou Daniel, vi que se tratava de meu saudoso pai, o pastor João Gomes, com ar de jovialidade e com os cabelos bem penteados, coisa que era rara de acontecer.
Neste momento, acordei.
Não tinha uma amizade chegada com Daniel Leão. Acredito que a ultima vez que o vi foi antes do falecimento do pastor João Gomes, e isto já faz 14 anos.
A razão de escrever esta postagem é simples: não fui ao Centro de Velório onde familiares e amigos prestaram uma homenagem a sua lembrança, diante de seu corpo inerte. Não consegui, por conta de minha saúde, encontrar os seus pais e irmãs e abraçá-los nesta hora de dor.
Por isso me senti no dever de tornar público este sonho que, sem qualquer intenção de apontar caminhos, mostra o caminho que Deus escolheu para Daniel Leão. E Deus, na sua infinita misericórdia, sabe de todas as coisas.

2 comentários:

António Jesus Batalha disse...

Olá , seu blog é muito bom, e desde já quero dar-lhe os parabéns, meu nome é: António Batalha, e quero deixar-lhe um convite, se quiser fazer parte de meus amigos virtuais no blog Peregrino E Servo ficarei muito radiante. Claro que irei retribuir seguindo também seu blog.Como sou um homem de Deus deixo-lhe a minha bênção. E que Seja feliz você e sua casa.

ENOS GILEADE disse...

Que sonho Jaílson, como você mesmo mencionou, E Deus, na sua infinita misericórdia, sabe de todas as coisas.Abraço