terça-feira, 24 de abril de 2012

ASSEMBLÉIA DE DEUS INAUGURA NOVO TEMPLO EM CABEDELO-PB

NOME DA FAMÍLIA PRAXEDES É ESQUECIDO EM SEMANA FESTIVA

A cidade de Cabedelo-PB é um dos mais belos cartões postais do Estado da Paraíba e um dos destinos turísticos mais procurados pelos que visitam a Região Nordeste. Isto só se tornou realidade de uns anos pra cá. A Paraíba ainda está dando passos em direção a consolidação turística.
Na seara evangélica a cidade de Cabedelo é bem mais conhecida. Desde a chegada do pastor João Fernandes Praxedes, oriundo do nosso Rio Grande do Norte, que Cabedelo passou, e isto é uma verdade inquestionável, a figurar em jornais e periódicos evangélicos de alcance nacional. Pastor João Praxedes propagava o nome da Assembléia de Deus de Cabedelo como se divulgasse um nome de um filho querido. Mostrava seu amor, zelo e abnegação pela igreja praiana, alimentando no Brasil evangélico o desejo de conhecer de perto o profícuo trabalho. Isto, porém, era algo que lhe acompanhava. Seu amor pelas igrejas que pastoreou era notório.
Sua família, imensa por sinal, lhe acompanhava neste devotado amor.
Léa Praxedes, exímia maestrina, compositora sacra, gestora pública com méritos reconhecidos, dedicou toda a sua vida a causa do evangelho, em especial a adoração. Fundou e dirige o Coral Juvenil Beth Shalom há anos.
Leila Praxedes, adoradora por excelência, foi a primeira cantora evangélica brasileira a vender 100 mil cópias de um trabalho (LP Certeza de Paz). Isto nos tempos em que não havia no Brasil uma única émissora evangélica. Quem não cantou "Oh! como é bom, ter de Jesus, uma certeza de paz..."?
Pastor João Fernandes Praxedes
Nesta semana passada a igreja Assembléia de Deus de Cabedelo se reuniu numa grande festa. Festa mais que justa para marcar a inauguração de seu novo e belíssimo templo. Aliás, construído na gestão do pastor João Praxedes.
O seu novo pastor, reverendo Marinaldo Soares, vice-presidente da AD na Paraíba, se esmerou nos cuidados com as festividades. A festa foi grandiosa.
Os resultados da festa foram os que já se esperavam. Almas rendidas aos pés de Cristo e irmãos renovados no seu amor ao evangelho.
O que faltou?
Para nós ficou faltando o reconhecimento ao legado deixado pelo pastor João Praxedes. Nenhuma menção, nenhum reconhecimento.
Revendo a programação da festa busquei o dia em que o Beth Shalom, da maestrina Léa Praxedes, seria o convidado a adorar ao Senhor. Não encontrei.
Revi mais uma vez. Em que dia a cantora Leila Praxedes, que nunca se esquivou de levar o nome de Cabedelo ao Brasil, seria a convidada para adorar ao Senhor? Também não vi.
Lembrei do que já passei aqui no RN. Quando o pastor João Gomes, o meu pai, passou a estar com O Senhor, fomos tratados assim.
Ouvi, do púlpito da Igreja Central em Natal, o pastor Raimundo Santana dizer que a Igreja do RN estava em situação de calamidade por conta da má administração do pastor João Gomes. Ouvimos e calamos. Nunca levantamos a mão e a voz para lhe faltar com o respeito. Agora, no final de sua gestão, encharcado no lodo que seus assessores lhe prepararam, usei este espaço para defender sua história de vida, respeitando a unção que residia sobre o mesmo.
Daqui deste espaço reclamo ao pastor Marinaldo Soares uma reparação. A Família Praxedes, que não me pediu e nem sabia que escreveria sobre este episódio, meu respeito e minha admiração. Sei que vocês continuarão o trabalho que não é do homem. A Deus seja toda a Glória.

8 comentários:

Jusiel Albuquerque disse...

É assim mesmo Jailson. Os homens de Deus passam por aqui, trilham um caminho de retidão, deixam um legado e não são reconhecidos. Não que queiramos reconhecimento, aliás, este deveria ter sido feito em vida. Mas mesmo assim com a memória fraca dos nossos irmãos, sabemos que o trabalho do realizado não foi vão no Senhor. joão Praxedes, joão Gomes e João Albuquerque terão o galardão merecido e devidamente reconhecido pelo nosso Criador.

ADSudoeste Natal disse...

A Paz do Senhor meu irmão Jailson Gomes, aqui é o Pr. Alex da Assembleia de Deus Sudoeste em Natal-RN. Conheci este blog através dos irmão Danilo (Professor da ETAP), e desde já, quero lhe parabenizar por sua lealdade a Deus, e fidelidade a Ele. Realmente queremos ver Blogs que mostrem a verdade. Muito de nós temos muita coisa a expressar mas nos faltam meios. Olha muito me emocionei com esta matéria, pois já me senti assim, trabalhamos, damos duro, começamos do zero, e no fim, aquele que colhe não lembra, que para que alguém faça a colheita, existiu outro que plantou. Não conheci o Pr. João Gomes pessoalmente, mas já ouvi muito sobre ele, e sei que o que você passou, muitos ainda irão passar, sabe porquê? Porque está faltando no coração de alguns homens que se acham grandes, o principal que é o TEMOR A DEUS. Continue escrevendo a verdade, pois a verdade revela o que é incorreto. A Paz do Senhor. Contato. adsudoestenatal@gmail.com

Jeosafá Pimentel disse...

Muito bem jailson!!! Tive o prazer de conhecer o Pr. João Fernandes Praxedes ainda na minha adolecencia na cidade de Itabaiana, penultima igreja a pastorear, fiz parte da caravana que o levou junto com sua familia a cidade de Cabedelo, aprendí muito com ele, hoje faço parte do ministério, e muita coisa que me ensinou tenho colocado em pratica hoje. Conheço todas as suas filhas (8) e filhos (2). Pr. Praxedes como era conhecido deixou um legado que honra o nome de Jesus e tambem o dele. Faço minhas suas palavras!!! Mas o ser humano é assim mesmo, não lembra, ou não quer lembrar de quem muitas vezes fez a base para ele!!!

Alexsander Carvalho disse...

Caro Jailson,

Meu nome é Alexsander
Carvalho e faço parte da AD em Cabedelo. Utilizo este espaço para fzer algumas correções nas informações registradas neste blog sobre o o amado e saudoso pastor João Fernandes Praxedes. No folder que foi distribuido durante o evento, havia a história da igreja em Cabedelo e destacava o trabalho do pastor Praxedes, com foto dele e tudo. Nos totens que foram montados no templo, havia um espaço só em homenagem ao pastor Praxedes com várias fotos dele na construção do novo templo. No dia da inauguração, nossa amada irmã Léa Praxedes recebeu uma comenda especial em homenagem ao pai por ter iniciado a construção do templo. Se vc tem facebook, neste link aqui http://www.facebook.com/media/set/?set=a.125747897559243.24064.100003721017528&type=3 estão fotos do 6] dia da festa, o dia da cerimônio da inauguração e você verá a foto da irmã Léa recebendo do pastor José Carlos de Lima. Neste mesmo dia, vc pode ver nas imagens, foi o aniverário de 30 anos do Coral Beth Shalom, há várias fotos do coral no culto à noite. Também há fotos da inauguração com a irmã Léa descerrando a placa junto com o pastor Marinaldo Soares. Neste outro link (http://www.facebook.com/media/set/?set=a.116013008532732.19145.100003721017528&type=3) há uma foto do banner do evento e nele você pode ver que está marcado: Dia 21 de abril à noite, aniversário do Beth Shalom. Espero ter ajudado. Fique na paz. Abraço.

Thiago Costa da Silva disse...

LAMENTÁVEL

Lamento que este artigo seja orquestrado para denegrir a imagem da Ad de Cabedelo-PB. Sou membro da igreja desde 98 e fui gerado no ministério do pastor João Fernandes Praxedes, a quem tive a honra de ser ovelha. Em vida não me faltam recordações dos projetos Conte Comigo e que hoje se vê na Igreja Sede duas placas com o nome do Pastor Praxedes em alusão ao seu pioneirismo e direção, algo que me emociona. Infundada é está matéria, pois a filha do pastor Léa Praxedes a quem tenho até hoje uma consideração de mãe espiritual e quem impôs as mãos em mim para o batismo com espirito santo, honrou o nome do pai ao desatar a fita de inauguração do templo sábado a noite, e recebeu uma comenda a tarde do mesmo dia com o nome do pastor. Em todos os materiais visuais alusivos a semana de inauguração o nome não só do pastor Praxedes mas até do primeiro pastor de cabedelo foi lembrado(acho justo ser assim) sendo lembrado que a AD em Cabedelo tem uma história muito antes do pastor Praxedes. Dizer que houve esquecimento é lamentável e cruel. Gostaria de saber com que base de conhecimento se faz um post como este, qual a fonte de informações, o senhor esteve em loco, viu os dias de festa, acompanhou via internet o link da CPAD que transmitiu em tempo real. Se o senhor tem mesmo responsabilidade com a verdade, saiba que as pessoas que não viram a festa ao ler o que o senhor escreveu vai achar que é isso mesmo. veja o site da igreja adcabedelo.blogespot.com o face da igreja ADCabedelo e o Twitter @adcabedelo, temos fotos e vídeos da amada irmã Léa Santana Praxedes recebendo em nome do pastor saudosa memória as homenagens devida e carinhosas. Espero que o comentário seja postado caso não, seria muito desnecessário a assessoria jurídica da igreja entrar em contato com o amado irmão.

Thiago Costa da Silva
Membro da igreja desde 1998
Assessoria de Comunicação

ricardo duarte disse...

que pisada na bola...um pedido de desculpas cairia bem.

Gerson disse...

Lamentável mesmo é que um pedido de desculpas é esquecido. E a questão é não macular o nome da AD Cabedelo, ou a MEGA festa e sua MEGA estrutura.

Lembrem-se senhores assessores, em tudo o que se faz é preciso um pouco de humildade. Por mais que vocês não queiram enxergar, houve e sempre haverá erros e falhas em tudo o que fazemos. Somos seres humanos, imperfeitos. E houve falha sim. Não adianta dizer o contrário. É bem mais prático ser menos soberbos, arrogantes. Pois o que se percebe é um misto disso tudo. A imagem da igreja não pode ser maculada. E ainda dizem ser tudo para a glória de DEUS! Que engano! Há sim, muito orgulho. Não falo generalizando a coisa, mas como acompanhei tudo, apesar de não ser assembleiana, foi realmente chocante ver um trabalho como o que a Srta. Léa desenvolve, ser friamente descartado. O coral ficou ao relento durante "quase" todo o período da festa, até mesmo no encerramento das festividades. Isso ninguém pode dizer o contrário. Sem contar que o que se percebe é um bando de fanáticos querendo defender o nome da AD CABEDELO. Como se ler nas palavras do então "assessor" THIAGO COSTA (como ele próprio se autodeclara) fazendo até ameaças ao blogueiro Jailson (RN) e como se sabe, ao diretor do SV. Um absurdo para pessoas que se declaram evangélicas e que dizem se preocupar com as almas perdidas. Isso não é verdade. A preocupação é querer manter o status da igreja, da GRANDIOSA festa, e tornar cada vez mais conhecidos a marca ou empresa AD CABEDELO. Cheguei até a pensar que a meta de vocês fosse realmente a preocupação com a pregação do evangelho, mas infelizmente, o que pude e posso ver é que isso estar longe de ser verdade.

E mais: o site oficial da adpb, fez comentários e divulgou sobre as festividades ao longo de toda a semana. A cada dia, o responsável, naturalmente, fazia as atualizações. Divulgou nomes, bandas, outros corais, preletores, mas em nenhum momento sequer, citou o nome do coral dirigido pela maestrina Léa, ou até mesmo, falou na festa de aniversário de seus 30 anos, o que deixou MUITO a desejar.

A verdade dói, incomoda. Mas é verdade. Vocês podem postar os links, vídeos e fotos que quiserem. Mas a VERDADE dos fatos sempre prevalecerá.

Ana Cristina

Uma voz que clama disse...

Pois é, seu pai foi escomungado pelo pastor Santana, mas partindo dele não isso não é estranho. Ele já encubriu muita coisa errada na igreja, tanto que pediu pra sair. Em são José de Mipibu o pastor Luiz Soares BEIJOU DUAS MULHERES A FORÇA, indo na casa delas e entrando sem os maridos se encontrarem e forçando as irmãs a beijarem ele. Deu até delegacia pois um dos casais prestou queixa nadelegacia. O outro casal resolveu entregar na mão de Deus. O caso foi levado pra central e veio ateé um advogado da igreja apurar o caso, que deu o maior escandalo na cidade, mas sabe o que o pastor Santana falou? Perguntou se houve tiro ou faca... se não houve, então não houve escandalo. A coisa funciona assim, se tem amizade não tem punição, o pastor Luiz continua em São josé aprontando e humilhando os irmãos, como se fosse empregados dele. Os irmãos que denunciaram o caso foram perseguidos e perderam os cargos na igreja, depois pediram perdão pra não transformar a igreja num campo de guerra e tentar resolver o caso de outra maneira. Mas a Assembleia é assim, manda quem pode, obedece quem tem juizo. Quem fala a verdade principalmente contra pastor, é perseguido.